22 de mai de 2011

PAZ MENTAL

Para que a paz na sua mente possa ser uma realidade é necessário que você renuncie ao cargo de gerente geral do Universo. Larry Eisenberg


Você alguma vez se sentiu – ou se sente ainda - como se fosse o diretor de uma peça teatral chamada Vida, à frente da qual você se encontra, encarregado da supervisão, do gerenciamento, contabilidade, vendas e outras tantas responsabilidades - e tudo isso ao mesmo tempo? Talvez - apenas talvez... - um grande fator para o seu estresse esteja sendo resultado de sua tentativa de controlar seu chefe, sua mulher (ou seu marido), colegas de trabalho, seus filhos ou um sócio indeciso. 

A realidade, porém, é que existe uma grande diferença entre controlar e ser controlado. Quando você está controlando você passa a desejar que as pessoas façam aquilo que você quer, quando você quer e da maneira que você quer. Quando você está no controle você passa a adquirir o sentimento de que pode alcançar o que deseja sem ditar a outras pessoas o que você quer. Quando no controle você fica mais aberto a aceitar que as outras pessoas assumam sua própria direção, não cabendo portanto a você dirigi-las. 

Em lugar de tentar gerenciar os outros, gerencie-se a si próprio. Tente identificar onde está a sua ânsia de controlar as pessoas. Faça um bem enorme a você e à sua paz mental, ao afirmar: “Hoje eu me conscientizei de que não cabe a mim dirigir o destino das pessoas; assim como deve acontecer comigo, cabe a elas fazer suas próprias opções na vida”. 


Para Meditação:

Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará.Salmos 37:5

Um comentário:

  1. Shalom Adonai

    Amado, muitas pessoas estão precisando de uma Paz interior (Cura Interior?).
    Está faltando verdadeiros conselheiros...

    ResponderExcluir